SBT Brasil erra em ser muito leve?

sexta-feira, 7 de outubro de 2011 | Postado por: Campeões de Audiência | 0 comentários



A pergunta que deixo para vocês refletirem aqui, é se,d e repente, o SBT Brasil, jornal do horário nobre do SBT, erra em ser leve demais. Essa semana, a emissora de Silvio Santos mostrou preocupação com os péssimos números do telejornal que, não dificilmente, chega a quinta posição na audiência, perdendo até para a Rede TV. Na média diária, normalmente, o SBT Brasil, perde para a Globo, Record, Band e fecha na quarta posição. Sob o comando da belíssima Raquel Sherazade e Jozeval Peixoto, o informativo é suave, divertido, inteligente e descontraído. Mais lembra uma revista eletrônica. Recordam-se do Tudo a Ver, da Record, ainda na época de Paulo Henrique Amorim, nos finais de tarde? Aquele jornalístico que revelou Ana Hickmamm, Edu Guedes, entre outros, com direito a moda, cultura, celebridades e outros temas mais digestivos? Pois bem, esse jornal do SBT segue bem essa linha e, Silvio Santos, não vê problema nisso. Até colocar Carlos Nascimento nas madrugadas para abrir espaço para o tal novo formato, ele fez. E olhe que Nascimento recebe um dos maiores salários da emissora. E Joseval? Foi chamado pelo próprio Silvio que, ouvindo a Rádio Jovem Pan AM de São Paulo, ligou imediatamente para ele e disse que o jornalista se encaixava perfeitamente em seu projeto.

Para encerrar, posso afirmar que a estratégia do SBT é falha, ao colocar duas atrações de entretenimento, uma antes e outra depois do jornal, isolando assim o público do informativo. Ter Chaves antecedendo e a linha de shows das 20h15, sucedendo, é um tiro no pé, já que Band e Record, antes de seus jornalísticos, já convocam o público adulto com programas policias. Seria a hora de voltar com o Boletim de Ocorrências, pelo menos na faixa local, que as afiliadas exibem seus jornais locais? Tá na hora de repensar as estratégias, não é, SBT?

Por Allisson Marques - Twitter: @AllissonMidia

categoria:

0 comentários