Opinião: tô com a Preta Gil

quarta-feira, 16 de abril de 2014 | Postado por: Allisson Marques | 0 comentários


Quase todo mundo já sabe o que aconteceu nos últimos dias entre Preta Gil e o programa Pânico na Band. O debate sobre respeito ao próximo voltou a tona e mobilizou as redes sociais.

Um resumo rápido sobre o que aconteceu: Anos atrás, a cantora processou o programa de humor por causa de brincadeiras pejorativas relacionadas ao seu peso. Isso é uma coisa. a outra é que, após esses anos de silêncio, o programa voltou a procurar a filha de Gilberto Gil, tentou entregar a ela roupas velhas de André Marques, ainda antes da cirurgia de redução do estômago, insinuando que caberiam nela. Foi um 'Deus nos acuda'.

Preta falou sobre desrespeito, deixou claro que não gosta do programa e que, cada caso em especial, de obesos, gays, negros, mulheres e outras classes mais desfavorecidas e discriminadas aos olhos da sociedade, merece respeito. Para completar, disse aos humoristas que doassem as roupas para pessoas carentes que precisassem.

A mídia destacou o acontecimento e o público deu razão à ela. Os humoristas voltaram a procurar Preta, em uma nova matéria, pedindo desculpas. Levaram flores para ela com a desculpa que queriam dar uma trégua na briga, porém, durante o decorrer dessa matéria, a edição caprichou nos grosseiros apelidos baixos e piadinhas preconceituosas com a cantora.

Preta não aceitou as desculpas e, nas redes sociais, o público se manifestou. A grande maioria a favor dela e contra os exageros do programa. 

Opinião: tô com a Preta. Só quem é vítima de preconceito e discriminação por vários motivos, sabe como é prejudicial a saúde emocional essas brincadeiras que, escondida atrás de humor, destrói qualquer auto-estima. Assim como Preta disse, também fui criado em ambiente de respeito e aceitação, onde o diferente, por mais que vivesse uma situação que não fosse aquela em que eu acreditasse ser a certa, sempre fosse aceito e respeitado por seu direito de ser. Simples assim.

Essa máxima de debater quais os limites do humor, está esgotada e nem deve existir. Mas é na educação, ou falta dela, que o programa esbarra e detona com o direito do próximo. Que as palavras de Preta Gil representem os tais menos favorecidos, como nós, que, em uma sociedade que causou tantos estragos aos que não andavam de acordo com as regras estabelecidas por uns quaisquer, esse estrago venha a se desfazer e o direito de não aceitar agressões disfarçadas em palhaçadas do pior estilo pastelão, seja respeitado.

Nosso e-mail: allissonmarques@hotmail.com
Nosso Twitter: @AllissonMidia
Nosso Facebook: Facebook.com/AllissonMarques

categoria: , , , , , ,

0 comentários