Rede Record precisa olhar com mais carinho para a TV Cidade

segunda-feira, 27 de julho de 2015 | Postado por: Allisson Marques | 1 comentários


Com a volta do SBT para a TV Jangadeiro, a partir do próximo dia 01, a disputa pelo segundo lugar de audiência no Ceará vai ficar extremamente acirrada.

Já é, mas a partir da troca de bandeiras, então...

A TV Cidade, como uma das mais importantes afiliadas da Record, precisa de um afago, de mais cuidado e atenção da rede para se armar contra o possível e esperado crescimento do SBT por aqui, que oferece mais espaço local e uma grande de programação, hoje, bem mais forte que a da emissora da Igreja Universal.

Um exemplo da falta de cuidado da Record com suas afiliadas, é a exibição de um programa jornalístico nacional, quase que totalmente dedicado ao estado de São Paulo, em um horário em que antes a TV Cidade chegava a liderar com a reprise do "Cidade 190", pela manhã, tirando uma hora de grade local. Com conteúdo que não interessa ao cearense, o "Balanço Geral" entrega em baixa pro "190" que sente dificuldade para elevar os índices herdados.

O mesmo ocorre com o "190" inédito do meio-dia. O "Hoje em Dia" tem uma avalanche de intervalos comerciais em sua última hora de exibição, espantando o telespectador. Além disso, a revista eletrônica nunca agradou muito aos cearenses e chega a ficar na quarta posição de audiência por aqui em alguns momentos. O jornalístico policial de Evaldo Costa e Vitor Valim faz milagre quando entra no ar, recebendo com números raquíticos.

Se você acha os dois exemplos pouco, ainda tem o terceiro que segue a mesma linha de raciocínio. Se Marcelo Rezende é querido e faz um tremendo sucesso no Sudeste brasileiro, o mesmo não acontece por aqui. Carismático, sem dúvida. Porém, o "Cidade Alerta" edição nacional capricha em matérias sangrentas exclusivamente sobre casos acontecidos em São Paulo. Cabe ao âncora do "Cidade Alerta Ceará", Roberto César e sua equipe, darem seus pulinhos para, muitas vezes, sair de apenas 1 ponto e tentar chegar a picos de até 7 pontos, perto do final, quando entregam em alta pro Jornal da Cidade.

O "JC", esse sim, respira mais aliviado.

Além dessa necessidade de observar as estratégias de programação,não apenas interessada nos números de São Paulo, a Record precisa fazer campanhas específicas para alcançar os cearenses, enviar artistas para cá como já fez antes para lançamento de programas e novelas, ação com os telespectadores e participações em programas da casa, chamadas personalizadas, etc. Isso é o mínimo que qualquer rede tem que oferecer para suas afiliadas.

O telespectador cearense precisa se identificar com a emissora, é necessário ele entender que aquele canal de TV fala sua língua e o compreende.

Se a Record não acordar para isso o quanto antes, os estragos na audiência da Record por aqui serão grandes.

Nosso e-mail: allissonmarques@hotmail.com
Nosso Twitter: @AllissonMidia
Nosso Facebook: Facebook.com/AllissonMarques

categoria: , , , , , , ,

1 comentários

  1. Anônimo says:

    Pois aqui na Paraíba (TV Correio), nunca passou esse Balanço Geral nacional com Luiz Bacci. Se a TV Correio pode exibir programação local normalmente, porque a TV Cidade não quer?